Meu olhar sobre o mundo está sempre associado às narrativas que observo e que construo a partir de cenas cotidianas: uma conversa no ponto de ônibus, um passeio dominical em família, um dia na praia. O humor do dia a dia é leve e bonito. Foi por amor às narrativas intrínsecas à literatura que me formei em Letras na USP alguns anos atrás. Depois, ingressei no curso de Artes Visuais, na UNESP. Foi quando tive meu primeiro contato com a cerâmica, que se transformou numa grande paixão. Também intensifiquei meus estudos em aquarela e enveredei para o campo da ilustração. 
Sinta-se livre para usar o formulário abaixo ou escreva para patarisonha@gmail.com
Enviar
Obrigada!
Back to Top